Campanha do Agasalho 2017 aposta na força da solidariedade

md_20170524175446_g7a9186
Expectativa da nova campanha é superar as 310 mil peças da edição passada, ampliando a ação solidária – Foto: Daniela Barcellos/Palácio Piratini

Quem doa dá força, e com o incentivo à solidariedade, milhares de gaúchos e gaúchas devem superar o frio durante o inverno. Com esse novo conceito, a Campanha do Agasalho 2017 foi lançada, nesta quarta-feira (24), no encerramento do 3° Encontro de Primeiras-Damas, em Porto Alegre. A expectativa é superar as 310 mil peças da edição passada e incentivar que mais pessoas doem qualquer tipo de agasalho, aquecendo quem mais precisa no Rio Grande do Sul.

Para o governador José Ivo Sartori, o engajamento na campanha demonstra a sensibilidade do povo gaúcho. “Não há baixa temperatura que esfrie o calor do voluntariado. O tema deste ano não poderia ser mais oportuno, num momento em que o senso de coletividade se faz tão necessário”, lembrou.

Entre as ações sociais do governo do Estado que estão em conexão com a iniciativa solidária, Sartori citou a assinatura de convênio de R$ 3 milhões, no dia 18 de maio, em benefício de crianças e jovens com deficiência da Casa Menino Jesus de Praga, em Porto Alegre. “São ações que mudam a realidade de quem realmente precisa do Poder Público. Nossa missão é dar força para gaúchos e gaúchas irem em frente. Não é mero assistencialismo. É mudança de vida, um novo futuro às famílias”, reiterou.


Sartori convocou gaúchos para a corrente solidária. Pedro Garcia/Especial Palácio Piratini

Conforme o diretor de Publicidade e Marketing da Secretaria de Comunicação, Tiago Dimer, o conceito da campanha sensibiliza o público ao trazer a história de uma criança que pode persistir, seguir em frente e superar o frio apenas com a ajuda das pessoas que “dão uma forcinha” de solidariedade. O projeto desenvolvido pela agência SPR e tem o apoio da rede de supermercados Zaffari, Celulose Riograndense, Sindilojas e Cabify. “Seguimos buscando engajar as pessoas com mais uma ação colaborativa. É nos momentos difíceis que a gente se une e busca ferramentas para ajudar o próximo”, disse.

Também estão previstas ações como a Corrente Contra o Frio, onde serão convidados influenciadores digitais – blogueiros e blogueiras, youtubers – para doarem e incentivarem seus públicos; e o Tricotaço Solidário, evento organizado para unir e mobilizar pessoas através da confecção de peças.


A 1ª doação foi das tricoteiras da Casa do Artesanato Gaúcho. Pedro Garcia/Especial Palácio Piratini

O lançamento marcou o encerramento do 3º Encontro de Primeiras-Damas, organizado pelo Gabinete de Políticas Sociais, reunindo representantes de mais de 160 municípios para fortalecer o diálogo e debater ações sociais para melhorar a qualidade de vida da população.

A secretária de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori, ressaltou a relevância da Campanha do Agasalho 2017 entre os programas sociais de governo, como o atendimento a 57 mil crianças pelo Primeira Infância Melhor (PIM); as Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipaves), presentes em mais de 2,1 mil escolas e a campanha Escolha o Destino.

“Convidamos a todos os municípios para que se envolvam nesta mobilização, fazendo também as suas campanhas. Vamos transformar um gesto simples em histórias de desapego, de comprometimento e de colaboração. A solidariedade faz bem a quem doa e a quem recebe”, convocou.

Gentileza que aquece

Em 2016, conforme a Defesa Civil, foram distribuídas peças de roupas, cobertores, meias, calçados e roupas de cama para municípios e entidades. Foram atendidas 117 instituições, que receberam mais de 84 mil peças; e 82 municípios, que tiveram acesso a mais de 91 mil agasalhos.

Somente cobertores, um total de 665 foi arrecadado durante o leilão solidário, promovido no restaurante Dado Bier, no Bourbon Shopping Country. O evento leiloou peças de roupas doadas por 25 pessoas do meio artístico, cultural, esportivo e político que colaboraram com a corrente solidária.

Como doar o ano inteiro?

Cada município é responsável pelo operacional de sua campanha, mas donativos para a Campanha do Agasalho 2017 são gerenciados pela Defesa Civil do Estado. As doações podem ser entregues na Central de Doações, no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Av. Borges de Medeiros, 1501, Porto Alegre) ou em pontos de coleta nos órgãos públicos estaduais, quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros, supermercados da rede Zaffari e rodoviárias municipais.

Ainda que a campanha reforce a necessidade de donativos durante o inverno, a Central de Doações do Rio Grande do Sul recebe e entrega o ano inteiro. Além de peças de roupas, também são recebidos alimentos não perecíveis, água, materiais de higiene e limpeza, livros, brinquedos, fraldas e até ração animal.

O chefe da Defesa Civil, coronel Alexandre Martins reforçou o trabalho de cooperação entre as regionais do órgão. “Nós temos toda uma rotina para esclarecer e atender a todos, estamos prontos para receber as novas doações”, acrescentou.

A entrega também pode ser feita diretamente na Central, em Porto Alegre, ou recolhidos pela Defesa Civil, mediante agendamento pelo telefone (51) 3288-6781.

Texto: Letícia Bonato
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s