Ospa recebe recursos federais para renovar instrumentos

Senador Lasier Martins
Os recursos foram repassados pelo Ministério da Cultura, por meio de emenda parlamentar do senador Lasier Martins – Foto: Luiz Chaves/Palácio Piratini

A Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (Ospa) comemora, nesta terça-feira (17), o recebimento de quase R$ 500 mil para renovar seus instrumentos e equipamentos musicais. Os recursos foram repassados pelo Ministério da Cultura, por meio de emenda parlamentar do senador Lasier Martins. Um ato no Palácio Piratini, acompanhado pelo governador José Ivo Sartori, formalizou o repasse.

Aos R$ 482.160,00 do Ministério, soma-se a contrapartida de R$ 9,8 mil da Fundação Ospa, para investimentos para a temporada de 2017. Os recursos serão utilizados para adquirir estantes para partituras, instrumentos de percussão, vibrafone, xilofone, cadeiras para o Coro Sinfônico da Ospa e cases.

O governador Sartori lembrou que a Ospa, fundada há 66 anos, é um patrimônio para os gaúchos e “abrilhantou as comemorações dos 95 anos do Palácio Piratini”. Além disso, disse que esse incentivo para a orquestra é uma forma de promoção da inclusão social.

O secretário da Cultura, Victor Hugo, considerou o ato como valorização do patrimônio cultural que a instituição representa. “A Ospa é uma instituição pública que demonstra, a cada vez que se apresenta e em seu cotidiano, que é uma coisa pública que funciona. A sociedade clama por serviços públicos que funcionem e o encantamento que ela oferece é exemplo disso”, afirmou.

Segundo o senador, a orquestra é um dos símbolos de Porto Alegre, exaltada há mais de 50 anos pelo escritor Erico Verissimo em uma crônica publicada na revista Liberdade, que continua a encantar o público.

“A Ospa é orgulho para todos nós porto-alegrenses porque encanta onde quer que ela vá, arrasta públicos e aprimora o bom gosto das pessoas. Essa contribuição feita através de uma emenda parlamentar impositiva (de execução obrigatória), quando a maioria das minhas emendas são para hospitais, é para que a orquestra continue cada vez maior e melhor”, disse.

Para a representante da presidência da Ospa, Lídia Lima, as verbas são bem-vindas para serem utilizadas na recuperação de instrumentos que se deterioram com o tempo e a itinerância da orquestra, que costuma se apresentar pelo interior do Rio Grande do Sul.

Estiveram presentes também o superintendente administrativo-financeiro da Ospa, Araquém Idiart Gomes, e o superintendente da Caixa Econômica Federal, Pedro Lacerda.

Assista a reportagem aqui.

Texto: Letícia Bonato
Edição: Denise Camargo/Secom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s