Repasses federais a UPAs e entidades filantrópicas garantem melhoria para a Saúde no estado

gd_2016101716242717102016__g7a0077
Os recursos serão destinados para 25 entidades filantrópicas, incluindo hospitais e santas casas, e para o custeio de cinco UPAs – Foto: Daniela Barcellos/Palácio Piratini

O Ministério da Saúde liberou recursos para Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e entidades filantrópicas de mais de 20 municípios do Rio Grande do Sul , nesta segunda-feira (17). O repasse faz parte de um conjunto de novas ações para a melhoria da Saúde Pública. A solenidade foi realizada no Salão Negrinho do Pastoreio, no Palácio Piratini.

O governador em exercício José Paulo Cairoli comemorou a confirmação dos recursos e a soma de esforços entre o Estado e a União para dar transparência na aplicação de recursos. “A Saúde tem sido, por determinação, foco da nossa gestão desde o início deste governo. É evidente que precisamos de mais, mas essa demonstração nos entusiasma porque podemos vislumbrar um estado e um país melhor, oferecendo melhor acompanhamento para o cidadão. Os gaúchos ganham, os brasileiros ganham e todos ganham. Estamos fazendo o dever de casa na prestação de contas”, disse.

Repasses a UPAs e filantropia garantem melhoria à Saúde no RS

De acordo com o ministro Ricardo Barros, os repasses só foram possíveis porque o governo federal adotou medidas, nesses primeiros cem dias da atual gestão, que geraram uma economia de R$ 1 bilhão. “São recursos significativos para o Estado, e permanentes, que todos os anos serão fornecidos pelo governo federal para serviços que já estão sendo prestados e passarão a ter a participação do governo”, afirmou.

Do total de R$ 30,4 milhões em recursos, R$ 18,1 milhões serão destinados para 25 entidades filantrópicas, incluindo hospitais e santas casas, e mais R$ 12,3 milhões para o custeio de cinco UPAs, por ano. Além do repasse, o ministro anunciou o pagamento de emendas parlamentares de R$ 33 milhões para a área da Saúde como “uma boa notícia para o estado”.

“Continuaremos na busca por recursos para o Ministério aplicar nos serviços que deveria estar financiando, mas não está. Com a economia de austeridade, eu buscarei esses recursos dentro da nossa estrutura para melhorar a qualidade do serviço de saúde para todos os brasileiros. O Brasil vai entrar nos trilhos, se todos nós gastarmos bem o pouco que temos”, ressaltou.

Convênios

Dois convênios foram fechados com a prefeitura de Bento Gonçalves: para o hospital filantrópico Bartolomeu Tacchini e para a habilitação da UPA do município.

Para o prefeito Guilherme Pasin, a liberação de recursos federais deve reduzir o déficit orçamentário municipal. “Isso deve potencializar a nossa condição de trabalho e atendimento à população, já que serão repostos os recursos municipais e os demais serviços para nossa população serão recompostos”, explicou.

Os demais municípios beneficiados são Alegrete, Bagé, Cachoeira do Sul, Campo Bom, Canoas, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Estrela, Gravataí, Ijuí, Lajeado, Montenegro, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, São Leopoldo, Sapiranga, Tramandaí, Três Passos, Uruguaiana e Viamão.

Estavam presentes na solenidade o secretário da Saúde, João Gabbardo; a secretária de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori; prefeitos, presidentes e representantes de hospitais e entidades.

Veja AQUI a relação dos hospitais filantrópicos e UPAs e os valores destinados a cada um.

Texto: Letícia Bonato
Edição: Denise Camargo/Secom

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s